13.9.13

Crise ecológica


        Eu tava pesquisando na internet sobre a crise ecológica. Especificamente, um conceito exacto ou pelo menos elaborado da frase. Isso com o objetivo de fundamentar algumas ideias básicas relacionadas à frase num trabalho que estou desenvolvendo. Fiz a pesquisa em espanhol, português e o chato inglês, sendo nesta chatice de língua na qual achei algo do assunto.
         E agora, um comentário crítico: nas três línguas achei um monte de artigos -claramente, vestidos -politicamente- com uma cor vermelha ou do verde mais radical possível- falando somente das causas e consequências duma crise ecológica e com tudo o sensacionalismo com que é possível serem escrito um panfleto qualquer... Mas barbaridade tchê! Respeitem um pouquinho as regras linguísticas estabelecidas. Se vocês  vão falar da questão, pelo menos trabalhem direito em uma definição da frase, pois a final de contas, ninguém ta sabendo com certeza o que vocês chamam crise ecológica.
              Compartilho as traduções do que encontrei:
             Na Wikipédia em inglês   existe lá uma definição muito curta de crise ecológica:
        - “Uma crise ecológica acontece quando o habitat duma espécie ou a sua população sofre um grave prejuízo, ficando em perigo a sua sobrevivência.”
       Na ausência duma definição mais elabora, utilizamos a definição da frase Enviromental Crisis[1], achada no artigo Environmental Crisis: Past, Present and Future. In: Innis Lecture, Canadian Jornal of Economic, 2009. De Scott Taylor. M, na folha 6 -consultado: 11/09/2013- diz o seguinte:

        -“Eu defino Crise Ambiental como um dano ambiental grave, inesperado e irreversível que traz como consequência uma considerável redução do bem-estar social. Esta definição inclui e implica muitas situações. Primeiro, a alteração acontece em forma grave e rápida. Por isso, a extinção das espécies no mundo ou a redução gradual da quantidade de peixes não constituem crise ambiental sob esta definição. A alteração ambiental deve ser “inesperada” e por isso acho que tem uma baixa probabilidade de acontecer. A gravidade da alteração e o elemento da imprevisão distinguem as crises do que eu chamo esgotamento de recurso[2]. O esgotamento de recurso é uma situação na qual há um abuso do recurso por um longo período sem existirem reservas do recurso, mesmo no ponto de acabar. Essas situações são interessantes para o estudo, mas não são crises reais. A irreversibilidade também é um elemento importante. Se os recursos ou a natureza estão sendo rapidamente sarados é pouco provável que a alteração ambiental seja considerável, mas se a recuperação ocorre num século ou mais é absolutamente diferente. Finalmente, a alteração tem que ocasionar prejuízos consideráveis no bem-estar social. Razão pela qual a escala de danos não pode ser pequena.”


[1] Crise Ambiental.
[2] No original resources tragedies (uma tradução literal poderia ser: destruição de recursos, e mais literal ainda: tragédia de recursos, mas na real estas traduções não emprestam um entendimento adequado no contexto)

1 comentario:

  1. Enfim alguém sensato! Compartilhei deste mesmo sentimento frente a essa falta de definições. Obrigada por compartilhar! Sucesso para você!

    ResponderEliminar

Favor combatir la idea y no al mensajero, gracias!