29.9.14

Quarta

2014 - 09 - 05, As plantinhas
          Quarta é rugby, mas tava todo machucado duma peladinha desde domingo, segunda foi treino e a própria morte, terça pior, dai que tem pra ficar em casa, além disso tem uma costelinha de ovelha que ficou no molho de alho e mel na tarde inteira, umas batatinhas, cevas, ninguém pode se melhorar sem se alimentar nem? Rosy chegou e começou brincando do negócio do joelho meio ralado ou bem fudidão, só no rugby nem? Casado com o rugby nem? Agora o rugby fez-lhe bons dengos seu panamenho doidão! E ali falando do trabalho e da pesquisa chata das águas subterrâneas, dos viciados em remédios do RU tipo ritalina, do Morro dos Sargentos e as figurinhas de lá, o Evertom e sua memória de elefante mesmo chapado, isso é o Brasil, ainda bem que isso é pior do outro lado, bem do norte, bem pra lá acima, pertinho do Canal e sua mentira, mas chega disso, vamo lá no Zaffari que tá faltando um pãozinho fresco, no caminho tá o restaurante chinês, a Getúlio nessa hora é movimentada, gentes, cachorros e carros o Icaraí e o Menino Deus indo e vindo, tamo de mãos dadas e falando mais de mil coisas, safadices e de assuntos menos sérios, um beijo ou dois, pego a bunda e ela fica constrangida, diz que fica puta, mas dentro dela tá contente, e nisso ai tamos trazendo pra casa chocolate, suco de laranja, goiabada, queijo, sabão e sabonete, arroz, danoni Mulhé danoni, e pão e voltamos e a costelinha agora é que tá pronta, o forno aquece toda a cozinha além do próprio verão, uma delicia comer, agora nós comemos outra vez, ela come a minha costela tipo Eva e Adão, e vamos comendo mais, ela brinca da furação do joelho, mas até isso ela come, eu como ela, e comer é mesmo amar.

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Favor combatir la idea y no al mensajero, gracias!