20.10.14

Sábado

2014 - 10 - 19 - Pampa
             Sempre foi uma viagem. No SP, SC ou RS, Estrela, Guaíba, Rio Grande, Gramado, Mostardas, Lagoa do Peixe, Porto Alegre, lá na PUC que pariu, Ponta Grossa, Morro dos Sargentos, no Mercadão e tinha linguiça pimenta, queixo burguês, costela de ovelha e bacalhau mas isso nunca comprei; sem grana ou com grana, tu acha que precisa? A vida é uma, e é sempre viagem ou é sempre cadeia, e se for cadeia até isso pode virar viagem, depende da perspectiva pessoal, não tem melhor estimulante que a vontade de viver, mas não tem pior freio do que uma baixa autoestima, e a vida é uma, nos tempos bons e nos tempos ruins, tu não deixa de viver no tempo ruim, nas situações ruins, só se for muito ruim e morres de fome, mas dai tu da um jeito e roubas um banco ou pedes emprestado que é mais simples,  o mexicano emprestou-me 30 reais e dai eu vivi uns nove dias com isso, tempo ruim é ruim de viver mesmo, mas sempre dá pra rir, nessa mesma noite lá na Redença tinha um negócio duma serenata e não-sei-o-que, um monte de hippies e cada um dava um dois, muito chapado velho, sorriso de olhos vermelhos e não tinha nem pra o tostão, e isso também conta como coisa vivida, mais uma experiência e sem grana qualquer prazer é bem-vindo nem?; Tempo bom dá pra rir ainda mais, conheci à Rosy que é de bem do Norte e fomos bem ao Sul, lembro-me da viagem até o litoral gaúcho e da escuridão do ônibus, também um pouco ao Norte, mais não foi uma coisa assim muito longe do Sul, até Sampa só, porra meu! Gritando como um louco na rua, até na própria USP e Carandiru ou no carnaval em Floripa. Volto cá, não deixa de ser viagem, ainda que a movimentação não seja muita, e espero a oportunidade pra movimentar ainda mais.

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Favor combatir la idea y no al mensajero, gracias!